Ser Feliz dá Trabalho

Ser Feliz dá Trabalho

Um dia desses pensei: Ser feliz dá trabalho! E não é que isso é verdade?

Mas é um trabalho que começa no interior de cada um de nós de forma prazerosa e verdadeira. Ser feliz requer uma atitude corajosa.

Esta atitude pode começar com perguntas que revelam muito sobre nossos propósitos e valores, sobre a nossa verdade. E eu lhe pergunto:

O que você faria se tivesse apenas mais 3 anos de vida (com saúde)?

Pergunta forte, não é ? Mas ela deve servir para lhe mover para o que importa e promover o equilíbrio dos pilares da sua vida.

Outras perguntas: Você anda trabalhando demais? Trabalhando de menos? Cuidando demais dos outros e pouco de você?

Ou você tem cuidado muito pouco dos que você ama e segue só pensando em você? Tem adiado seus projetos? Seus sonhos? Você está tentando viver apenas para o futuro e pouco o presente? Ou continua vivendo muito um presente monótono e se ocupando muito pouco de sonhos com o seu futuro?

Mais uma pergunta fundamental:

Você está usando o seu tempo com o que lhe faz feliz?

Será que, diante das respostas, se resolvêssemos transformar as situações ruins que descobrimos,  nós teríamos a capacidade de promover mudanças práticas rumo ao que realmente nos faz feliz?Teríamos capacidade de estabelecer um plano para ao menos uma das questões desalinhadas com nosso propósito de vida?

Se a resposta é sim, estamos no caminho certo.

E de tempos em tempos devemos promover algumas provocações semelhantes a estas perguntas para sairmos do esquema  “deixa a vida me levar”.

Mas se a resposta é não, ainda estamos na zona de conforto e não queremos ver a verdade. E isso não é um bom sinal.

Se a reposta é não, ainda estamos naquela postura de vítimas e coadjuvantes da nossa própria vida, da nossa rotina. Por medo ou comodismo ignoramos o quadro e afirmamos coisas do tipo: “Não posso fazer nada para mudar, pois não tenho culpa disso ou daquilo”.

Hoje eu quero incentivar que você faça estas perguntas e anote as suas respostas, mas de forma alguma para eternizá-las em sua vida, mas sim para que você comece a pensar em novas e simples atitudes sobre como pensar no que te realiza, de valorizar o que ainda não valorizou, de conquistar o que sonha.

Pense e anote apenas uma solução simples, para cada uma das situações desalinhadas com o seu coração e abrace-as.

Não deixe para amanhã!!! Lembre do que disse a santa Madre Teresa de Calcutá: “Ontem foi embora. Amanhã ainda não veio. Temos somente hoje, comecemos!”

Cuide destas soluções como quem cuida de um grande tesouro.

Faça um comentário